terça-feira, 15 de dezembro de 2015

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

*******



DESENVOLVIMENTO INFANTIL ... segundo Piaget

Período Sensório-Motor (0 a 2 anos)
- Aprendizagem da coordenação motora elementar
- Aquisição da linguagem até a construção de frases simples
- Desenvolvimento da percepção
- Noção de permanência do objeto
- Preferências afetivas
- Início da compreensão de regras

Período Pré-Operatório (2 a 7 anos)
- Domínio da linguagem
- Animismo, finalismo e antropocentrismo/egocentrismo, isto é, os objetos são percebidos como tendo intenções de afetar a vida da criança e dos outros seres humanos.
- Brincadeiras individualizadas, dificuldade em colocar-se no papel do "outro"
- O certo e o errado é aquilo que dizem os adultos.
- Desenvolvimento da coordenação motora fina.

Período das Operações Concretas (7 a 11 ou 12 anos)
- Início da capacidade de utilizar a lógica
- Número, conservação de massa e noção de volume
- Operações matemáticas, gramática, capacidade de compreender e se lembrar de fatos históricos e geográficos
- Auto-análise, possibilidade de compreensão dos próprios erros
- Planeamento das ações
- Compreensão do ponto-de-vista e necessidades dos outros
- Coordenação de atividades, jogos em equipe, formação de turmas de amigos (no início de ambos os sexos, no fim do período mais concentrada no mesmo sexo).
- Julgamento moral próprio que considera as intenções e não só o resultado (p.ex. perdoar se foi “sem querer”). Menos peso à opinião dos adultos.

Período das Operações Formais (11-12 anos em adiante)
- Abstração matemática (x, raiz quadrada, infinito)
- Formação de conceitos abstratos (liberdade, justiça)
- Criatividade para trabalhar com hipóteses impossíveis ou irreais (se não existe gravidade, como funcionaria o elevador? Se as pessoas não fossem tão egoístas, não precisaria de polícia.). Possibilidade de dedicação para transformar o mundo.
- Reflexão existencial (Quem sou eu? O que eu quero da minha vida?)
- Crítica dos valores morais e sociais
- Moral própria baseada na moral do grupo de amigos
- Experiência de coisas novas, estimuladas pelo grupo de amigos
- Desenvolvimento da sexualidade

CARTA AO PAI NATAL... para imprimir e colorir



sábado, 12 de dezembro de 2015

UM CONTO DE NATAL...



Certa noite, enquanto dormia, o Pai Natal teve um bonito sonho: era véspera de Natal e todos estavam felizes! Ninguém estava sozinho… Todos tinham família e uma casa com a mesa pronta para a ceia de Natal, onde não faltava comida farta e deliciosa. Não havia pobreza, nem ódio, nem guerras. Todos eram amigos e não havia brigas, palavrões nem má educação… Havia sim, amor, compreensão e carinho entre todos.
As pessoas que se encontravam nas ruas, a caminho de casa, cantarolavam alegremente músicas de Natal, levando as últimas prendas para colocar debaixo do pinheiro. E o Pai Natal não conseguia deixar de sorrir, de tanta felicidade, ao ver o mundo cheio de paz, amor e harmonia!
Quando o Pai Natal acordou e viu que tudo não passava de um sonho, ficou muito triste. Afinal, só algumas pessoas no mundo eram felizes, capazes de celebrar o Natal em alegria e paz com os seus, de terem um lar, comida, roupa e amor. Perante esta situação, o Pai Natal declarou em voz alta: “terei de continuar a ajudar as crianças e os adultos a terem um Natal realmente feliz! Vou preparar as renas e o meu trenó, para enchê-lo com presentes e distribui-los esta noite, de modo a que, pelo menos uma vez por ano, haja alegria no coração de todos nós!”
Quando viu os sorrisos das crianças e dos pais ao verem os seus presentes, o Pai Natal decidiu manter esta tradição. Continua assim, ano após ano, a cumprir a sua tarefa, até que um dia possa ver o seu lindo sonho totalmente concretizado.
Autor:J. Letria


sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

LEGO e MATEMÁTICA... what a connection




Ensinar aos seus filhos matemática que podem ver, tocar e sentir,
é tudo o que precisa para lhes estimular o raciocínio e a motivação para estudar a disciplina. Não só com a matemática, mas sempre que consiga estimular os sentidos durante a aprendizagem, as horas dedicadas ao estudo vão ser muito mais produtivas e os resultados muito, mas muito recompensadores. 

quinta-feira, 26 de novembro de 2015

QUEM TEM MEDO...do metilfenidato?

imagem@pinterest


Detestado e hipervalorizado, este psicoestimulante do grupo das anfetaminas actua no Sistema Nervoso Central e fomenta a atenção e concentração, por esta razão minimiza os comportamentos impulsivos. 
Dados cientificamente comprovados atestam que as crianças com défice de atenção têm défice de uma substância - Dopamina, pelo que o Metilfenidato repõe os seus valores sem causar habituação. 
É eficaz em 80% dos casos e os efeitos secundários podem ser atenuados com o ajuste das doses, pelo que se torna crucial o acompanhamento médico. Contudo, o acompanhamento psicológico assume aqui um papel importante por auxiliar na aquisição de competências para motivação para as actividades escolares e metodologia de estudo. 

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

MENTIRA - Porque mentem as crianças?

image@pinterest



"sabe, as vezes minto aos meus amigos. Digo-lhes que faço coisas com os meus pais". E fazes? "Não" Mas gostavas? "Sim"

Os adultos mentem, as crianças por razões diferentes também.
  • Não compreendem a diferença entre verdade e mentira
  • Têm medo de ser castigadas 
  • Querem impressionar positivamente os seus amigos
  • Acreditam que o que estão a dizer é verdade
  • Imitam o adulto que mente
  • Quando desejam que que a mentira que dizem fosse verdade
Enquanto Pais como agir?

Não ignore, mas também não hipervalorize. Converse com a criança sobre a importância de dizer a verdade e como isso pode ser recompensador. Pode contar-lhe a história "Pedro e o Lobo". 

Sejam os pais que o vosso filho(a) possa confiar e contar-vos a verdade. Não faça ameaças e acima de tudo não o chame de "mentiroso". Os rótulos tendem a reforçar qualquer comportamento.

sábado, 21 de novembro de 2015

SUGESTÃO PARA O FIM DE SEMANA #8


Tem formas de bolachinhas na gaveta? Já pensou que fazem enfeites tão giros de Natal? Estimule a criatividade dos seus filhos mostrando-lhes que os objectos têm outras finalidades para além daquelas que conhecemos.
Bom fim de semana <3 


image@pinterest



segunda-feira, 16 de novembro de 2015

DICA AOS PAIS #2

Podemos trabalhar a atenção das crianças com coisas simples, esta semana escolhemos "O Grande Livro dos Labirintos" da edicare. Com ilustrações apelativas, em cada página uma história e um labirinto diferente. Os seus filhos vão querer dormir com ele <3











sexta-feira, 13 de novembro de 2015

SUGESTÃO PARA O FIM DE SEMANA #7

A pensar no Natal que vai chegar a correr, porque não aproveitar para criar enfeites originais para a árvore das crianças? Estes são feitos com amendoins e são um máximo.



quarta-feira, 11 de novembro de 2015

RED ALERT... sinais de ansiedade em crianças

image@pinterest


1) MEDOS

É o sinal mais evidente de uma criança ansiosa e normalmente aquele pelo qual os pais procuram a aconselhamento. Os medos mais comuns são: 
- Insectos, pássaros e animais
- Escuro, sombras, monstros, fantasmas


2) ROTINAS

Todos necessitamos de rotinas mas as crianças ansiosas não vivem sem elas! Gostam de ir ao ínfimo pormenor no planeamento de acções afim de evitar factores "surpresa". Reagem mal à mudança.


3) CATAVENTO

Se a criança parece irrequieta e está muito atenta a sons é sinal de que está hiper reactiva.

4) PREOCUPAÇÃO COM LIMPEZA

Em particular com a limpeza das mãos pelo que é comum lavarem as mãos várias vezes seguidas

5) RITUAIS

Esteja atento a acções ritualizadas. Há uma ordem na acção. 

7) PARECE UM PISCO

Para além do apetite estar diminuído, a criança come muito pouco de cada vez "parece um pisco a comer", faz um grande resistência para experimentar um prato ou  um alimento novo.

8) É A SUA SOMBRA

Segue o pai ou a mãe por  o lado na casa. Recusa a ficar longe dos pais.

9) SONO

Alterações no padrão de sono. Dificuldade em adormecer, sono agitado, recusa em se deitar.

sábado, 7 de novembro de 2015

SUGESTÃO PARA O FIM DE SEMANA...#6

Respira.se tranquilidade nesta Aldeia que renasceu na planície. Na Aldeia de S. Gregorio, as casas são giras e práticas, excelentes para quem tem crianças e precisa de "cozinha já ali". É boa a sensação de não ter pressa enquanto as crianças brincam sem medo na rua. No Alentejo somos felizes! 
Bom fim de semana<3







quinta-feira, 5 de novembro de 2015

DICA AOS PAIS #1

Chama-se A VENDA e tem histórias para contar. Uma loja que apela ao "faz de conta", ao lúdico, ao mágico e encanta  qualquer criança. Os brinquedos de madeira parecem saídos de uma fábrica algures na Lapónia num conto feliz de Natal. Foi amor à primeira vista. Dá vontade de trazer tudo <3




terça-feira, 3 de novembro de 2015

JULIA... a menina com uma grande missão


.
Para desmistificar o Autismo, associado na maior parte das vezes aos rapazes, a Sesame Street (#SeeAmazing) criou a personagem Julia, a menina que faz as coisas de uma maneira um pouco diferente e que tem tanto para nos ensinar.


Júlia vive no seu mundo. Tem o olhar vazio e um sorriso aberto. Às vezes agita os braços como as borboletas. Gosta de fazer as coisas pela mesma ordem. Não gosta muito de conversar, mas adora pintar e desenhar. Não interpreta as coisas ou os sentimentos como a maioria das crianças, por isso quando alguém lhe sorri, ela não corresponde. Quando ouve certos barulhos, assusta-se e tapa os ouvidos. 
As Perturbações do Espectro do Autismo, são definidas por incapacidades/dificuldades  na interacção social e  comunicação. Normalmente estão também presentes comportamentos ou interesses restritos.



SINAIS DE ALERTA AOS PAIS:

Estejam particularmente atentos aos seguintes sinais. Se se observarem a maior parte deles, leve o seu filho ao Pediatra e ele saberá encaminhar, caso se justifique, para uma consulta de pedopsiquiatria.



-Evita contacto visual;

-Não presta atenção aos adultos, não responde ao seu nome quando chamado, não os imita;
-Não devolve o sorriso;
-Não toma a iniciativa de interagir com adultos ou crianças da mesma idade;
-Não demonstra interesse nas outras crianças;

-Não apontar com o dedo quando pretende algo que esta fora do seu alcance;

-Não segue com o olhar na direcção indicada pelo adulto;
-Não expressa desejos e necessidades de forma convencional;


sábado, 31 de outubro de 2015

SUGESTÃO PARA O FIM DE SEMANA #5

Convide os amigos das crianças e faça uma festa de Halloween. Aqui ficam umas sugestões DIY para um serão DIVERTIDAMENTE ASSUSTADOR. Espante bruxas, fantasmas e outros medos com risos e gargalhadas.

E não se esqueça dos doces, ou arrisca-se a uma travessura!
Bom fim de semana!




quarta-feira, 28 de outubro de 2015

BUUU... vamos falar de medos


camille stoos@pinterest



O João tem medo do escuro e de fantasmas.E de coisas... A sua cabecinha de fértil imaginação, cria seres assustadores que aparecem quando a mãe fecha a luz e mal ele tenta dormir. Assustado, senta-se na cama e grita: Mãaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaae!! A mãe senta-se com ele na cama e pergunta o que se passa. O João apenas diz: Não quero dormir! Não tenho sono!



À boleia do Halloween, vamos falar de medos e aproveitar a data para os desmistificar, para os pôr a fugir. 

O medo é uma reacção emocional,  faz parte da infância e única forma que temos de o amenizar é enfrentando-o. Em função da idade, os medos  variam. Na infância, os medos mais comuns são de monstros, fantasmas, barulhos e reactivam com o escuro, com a noite. É por esta razão que é comum as crianças evitarem ir dormir.

Aproveite o dia de hoje e sugira à criança fazer uma exploração em casa, a chamada "caça ao monstro que não existe". Prepare-se para o efeito e mostre-lhe que não está nada debaixo da cama, nem no roupeiro, atrás do cortinado ou no espelho. Dê um nome ao medo, o mais ridículo que encontrar. Riam-se com dele. O riso é uma arma poderosa contra os medos. Eu diria que o riso põe os medos a fugir.
Explique-lhe o que são pesadelos com uma linguagem simples e que ele consiga entender. As crianças precisam de palavras que transmitam confiança e segurança. Argumentos simples, consistentes e só. Tenha particular atenção aos desenhos animados, filmes, series, noticias.

Quando chegar a hora de dormir, faça algo que transmita calma à criança. Leia uma história, por exemplo. Dê-lhe os "objectos de conforto", almofada, manta e peluche. Se necessário invista numa luz de presença e deixe a porta do quarto aberta. Procure que a criança se deite antes dos pais e possa adormecer a sentir-se acompanhada.


Boa noite, sem medos! <3

sábado, 24 de outubro de 2015

SUGESTÃO PARA O FIM DE SEMANA #4



Conhece a washi tape? Pode personalizar e decorar quase tudo com ela. Este fim de semana, e em tempo de aulas, porque não recriar os lápis e as canetas. São um óptimo incentivo para fazer os trabalhos de casa e para motivar para a escola e para o estudo.


washi tape - atelier da tufi em Campo de Ourique e docinho de açucar na Parede

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

O MENINO DE BRUXELAS...desfralde#2



Um gráfico apelativo para assinalar os progressos e as recompensas, vai fazer as delicias do(a) seu(ua)mais que tudo. Imprima e cole na parede da casa de banho a uma altura que a criança consiga chegar e assinalar os sucessos.





quarta-feira, 21 de outubro de 2015

BREATH IN BREATH OUT... é preciso ter calma

Tem a sala do avesso porque a sua criança parece uma bimby sem tampa na velocidade máxima? Tem um pré-adolescente trancado no quarto em mutismo selectivo? 
Concentre-se na sua respiração. Feche os olhos e deixe-se relaxar enquanto inspira e expira pausadamente. 





terça-feira, 20 de outubro de 2015

DILEMA ... casa ou infantário


@pinterest

Li uma noticia sobre educação pré.escolar na Finlândia. Como mãe esta questão preocupa-me. Cada caso é um caso e todas as situações devem ser enquadradas.  Na impossibilidade de poderem ficar com os pais e não havendo alternativas, o infantário é a opção da maioria. A casa dos avós até aos 2/3 anos supre na integra as necessidades da criança. São laços que se estreitam e dão segurança nesta etapa do desenvolvimento dos mais pequeninos, cuja necessidade principal não é socializar ou ganhar imunidade. Infelizmente, nem todas as crianças podem usufruir deste pequeno lugar encantado e fábrica de afetos que é estar em casa com os pais, ou em alternativa com os avós.

Desejando que a Finlândia fosse no cimo da nossa rua, e olhando para o meu filho a dormir nas manhãs de pressa agarrado à sua manta de eleição, preocupa-me a ideia de um dia o ter de acordar para ir aprender letras e números,formas geométricas e outras tantas coisas que fazem parte dos conteúdos programáticos do pré-escolar e que anulam a curiosidade e a magia da entrada para a escola. 

Enquanto for possível, quero que o meu filho acorde quando descansou o suficiente, que corra à tarde no jardim, que possa brincar com o nosso cão na rua, que me vire a casa e paciência do avesso, que atire o pão para o chão ou  descongele tranches de pescada atrás do sofá.

Do pré-escolar espero coisas simples, apenas que o meu filho um dia tenha condições para ser imensamente feliz.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

O MENINO DE BRUXELAS... desfralde #1


QUERIDOS PAIS,

Andar 2 anos a mudar fraldas e particularmente nesta fase, em que comem quase como adultos, faz-nos querer começar o desfralde para ontem. Contudo, antes de iniciar, e para que esta etapa crucial do desenvolvimento da criança decorra com sucesso, estejam particularmente atentos  a estes sinais:

1. faz a sesta e a fralda está seca quando acorda,
2. compreende quando lhe faz um elogio e reage com alegria,
3. manifesta desagrado quando tem fralda suja,
4. diz que vai fazer xixi/cocó ou que fez na xixi/cocó na fralda,
5. comenta quando os outros vão à casa de banho e fazem xixi ou cocó
6. manifesta desejo em querer fazer xixi ou cocó no bacio/pote/sanita,

Se constatar que sim, podem preparar a festa e começar a comprar cuecas.

domingo, 18 de outubro de 2015

SUGESTÃO DE FIM DE SEMANA #3


imagem @pinterest

caixas de cartão, paciência e criatividade. As crianças vão adorar!
Bom fim de semana!

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Mais LIVROS e menos TABLET



Desde pequena que gosto de ler. Seguramente não nasci assim. Cresci rodeada de livros, sei-lhes o cheiro. Lembro-me de ver a minha mãe a lê-los, a arrumá-los na prateleira, como se de algo sagrado se tratasse. Esperava ansiosamente pelo sábado de manhã, quando em família, passávamos pela Livraria e os meus pais diziam "escolhe um livro".  Ficava fascinada. Segurava um qualquer, desde que fosse colorido na capa. Gostava de olhar para eles antes de os gostar de ler. Cresci a respeitá-los, a contemplá-los e a sonhar com eles. Ninguém me obrigou a ler. Talvez se o tivessem feito, eu não estaria hoje a escrever este post. 

Hoje um pai perguntava-me na consulta como fomentar a leitura no filho. Perguntei-lhe se o próprio lia. Respondeu-me apenas jornais, que não tinha "pachorra" para ler. 

A este pai, e a todos os pais que se debatem com o mesmo problema, digo-vos:

A leitura cultiva-se, vamos aprendo a gostar. Deve ser estimulado desde bebé. A "hora do conto", "a história de adormecer", são excelentes oportunidades para os pais iniciarem o encontro com a leitura e de forma transversal, estimular a criatividade, a atenção, a concentração. Oscilar o tom de voz, ritualizar o momento, são peças chave para aguçar a curiosidade sobre os livros. 

Em idade escolar, tenha livros por perto e deixe-os folhear e mexer neles. Ofereça um livro que foi seu com especial significado. Dê o exemplo e leia também. 
Nos tempos livres frequente livrarias e bibliotecas. Ofereça livros nos aniversários e datas especiais. Estimule actividades que usem a leitura.

Mas acima de tudo, modele pelo exemplo.

Boas leituras!




terça-feira, 13 de outubro de 2015

Pais de Miúdos com "Bichos Carpinteiros", este post é para vocês


Miúdos com "bichos carpinteiros"



Pedro pára, Pedro, já de disse para estares quieto. Pedro estás num consultório. Pedro, estas a ouvir a mãe? Pedro!!!! Este miudo parece que tem "bichos carpinteiros"!

A hiperactividade é uma dificuldade ou mesmo incapacidade ao nível da atenção, da actividade motora e da impulsividade. Os sintomas manifestam-se ao longo do desenvolvimento da criança e antes dos 7 anos de idade. Para ser diagnosticada têm de estar presentes em mais do que um contexto (por ex. escola e casa).

Estas crianças manifestam:

- inquietação motora
- agitação
- dificuldade de concentração
- dificuldade de atenção
- impulsividade

São crianças com dificuldade em estar sossegadas, em estar atentas e procuram fazer várias coisas ao mesmo tempo. A sua impulsividade, leva-os a não reflectir sobre o que fazem, implicando dificuldades de relacionamento com o grupo de pares.
São crianças que se sentem sozinhas, são crianças com baixa auto-estima que se sentem frequentemente culpabilizados, por não conseguirem "ser como os outros". São um grande desafio para os pais, que não sabem como lidar com a agitação e com as chamadas de atenção dos "outros" relativamente aos seus filhos. 
É fundamental compreender a patologia para intervir com eficácia e minimizar o impacto social que existe sobre estas crianças. São crianças, com hiperactividade mas não deixam de ser crianças.
Não se conhece a causa, os especialistas sugerem alterações neurológicas. Situações traumáticas e o peso da genética podem também contribuir para a manifestação da patologia.

Na maioria dos casos, os sintomas surgem por volta dos 3 anos, em que as crianças manifestam dificuldade em participar em jogos ou brincadeiras por não conseguirem esperar a sua vez. Contudo, é na entrada para a escola que o quadro se torna mais evidente pelas dificuldades de desempenho.


Crianças com hiperactividade, não são "mal-educadas", precisam de atenção e compreensão. Crianças, são crianças!

sábado, 10 de outubro de 2015

SUGESTÃO DE FIM DE SEMANA #2






Lá fora cheira a Outono, por aqui deixamo-nos levar pelas coisas simples, hoodies, cookies, tea.  O cenário não ficava perfeito, sem um filme.

Bom fim de semana <3

sexta-feira, 9 de outubro de 2015

AVÓS - Em véspera de fim de semana




Na minha infância não se assinalava o dia internacional dos avós. O dia dos avós era celebrado aos finais de tarde, depois do dia de escola e nas visitas ao fim de semana assinaladas com arroz doce, que me enchia as medidas e o cheiro a canela, na cozinha, fazia lembrar  o Natal. Tive a sorte de crescer com avós, hoje tenho pena de não os ter aproveitado mais. Os avós são pilares na educação, na construção dos nossos princípios e valores. A experiência de vida e a tenacidade com que encaram as contrariedades, faz com que olhemos para eles com profundo respeito e admiração.
Avós não são pais, e os pais não devem permitir que assumam o seu papel. Pais e avós têm papéis distintos, complementares, mas distintos. Os pais são a regra, avós são a excepção!






TEMPO - CARTA ÀS MÃES

A maternidade trouxe-lhe regras e horários anulando o desprendimento que até então tinha com as horas, com a vida. Eram suas. As horas eram suas, tão suas que as tratava por TU! O tempo era outro tempo e o dia tinha mais de  24 horas. Era fácil não pensar no jantar, poder adormecer no sofá a ver um qualquer programa da tv por cabo, acordar e ir ao ginásio antes de enfrentar o inferno do trânsito. A vida era fácil. Tempo, é talvez a palavra que mais oiço os pais dizer em consulta. Sinónimo de liberdade, de um desprendimento quase infantil. Tempo, tempo, tempo, esse tempo e a falta de tempo, para si e para os seus filhos. clichés à parte, o tempo  é efectivamente o que fazemos com ele, o que fazemos dele. É o momento que define o tempo e a frustração advém por não o termos programado. chegou o final do dia, e o que fez por si, para si hoje? 
Pare, hoje e todos os dias, guarde um tempo do tempo, para si, só para si.vá até à praia, leia o livro que está há 1 ano na cabeceira, tome um banho de imersão. Aproveite este encontro consigo mesma. E quando for para perto dos seus filhos vai ver que estará mais disponível para eles, vai ver que as nódoas de lama nas calças podem ser lavadas, brinquedos podem ser arrumados, o xixi não tem se ser feito antes de lavar os dentes. seja flexivel. seja tolerante. e seja aço na solidez do amor que vos une. Se o povo diz que a culpa é sempre das mães, também é sempre para as mães que eles correm. 



imagem@pinterest

sábado, 3 de outubro de 2015

D. BIRRA

NÃO ME DEIXES - Ansiedade de Separação






Apesar de ser uma característica do normal desenvolvimento infantil, os pais devem estar particularmente atentos. A separação das figuras de vinculação, é muitas vezes vivenciada pela criança com extremo sofrimento emocional.  


- transmita confiança à criança

- crie uma rotina
- securize a criança com rituais
- converse com ela sobre o medo que ela sente e auxilie-a a lidar com o que está a sentir
-controle a sua própria ansiedade


ambientes familiares instáveis, situações de mudança e dificuldade de adaptação a novas situações potenciam a ansiedade de separação.




sexta-feira, 2 de outubro de 2015

SUGESTÃO DE FIM DE SEMANA #1

"Mãe, Portugal participou na 1ª Guerra Mundial"?

Aprender pode ser um momento lúdico e vivido em família. Sentem-se no chão da sala, façam umas pipocas e divirtam -se a jogar o QUIZ de HISTÓRIA DE PORTUGAL da science4you. Seguramente que os vossos filhos na 2a feira ao chegar à escola, vão querer contar aos amigos e à professora, todas as coisas que aprenderam.
Divirtam -se!


quarta-feira, 30 de setembro de 2015

educar(TE)







COM O MEU FILHO, NASCEU TAMBÉM O MELHOR DE MIM E A MELHOR E MAIS DIFÍCIL DAS MISSÕES, educar(TE).
Nesta viagem deliciosamente assustadora,entre duvidas e certezas absolutas, diariamente deparamo-nos com questões que até então só aos outros diziam respeito. Li algures que com o nascimento de um filho nasce também uma mãe, e um pai. Estas palavras hoje, fazem todo o sentido


Ao meu filho, e a todos os pais e mães que diariamente acompanho em consulta, este blog é para vocês.



Obrigado!